segunda-feira, 13 de março de 2017

Análise do jogo "O Elvas" vs Monfortense




O Elvas inicia da pior forma este jogo, falhando aos 7 minutos uma grande penalidade, por intermédio de João Carlos, fazendo embater o esférico no poste direito da baliza de Guilherme Branco. O encontro estava um pouco repartido a meio campo, até que na sequência de um livre, o Monfortense inaugura o marcador, aos 19 minutos por intermédio do lateral Ricardo Rainho, com algumas responsabilidades para o guarda-redes André Banha.

Posteriormente a equipa raiana intensificou o ataque organizado causando algumas ocasiões desperdiçadas, mas mantendo o domínio do jogo. No entanto, no minuto 44, na sequência de alguns ressaltos de bola na área monfortense, Ramos aproveita para restabelecer a igualdade no marcador.

 A segunda parte, foi quase na totalidade de domínio elvense com grandes intervenções do também elvense Guilherme Branco, que foi a principal figura da equipa de Monforte, conjunto composto por alguns jogadores com alguma tarimba no campeonato distrital, mas que quebraram fisicamente e a jovem equipa de Elvas, apresentou uma condição física muito superior, pecando apenas na zona de finalização, embora elabore bem o seu futebol, na zona de construção, que por vezes falha nos passes de rutura. É evidente que por trás de tudo isto, está o bom desempenho da equipa técnica, em especial o treinador João Carlos Lopes.

Após intensa pressão sobre o adversário, o Elvas foi à procura da vitória e faz o 2-1 numa assistência de Ramos, aos 76 minutos, superiormente finalizada pelo jovem João Carlos. A equipa da casa, mostrando não estar satisfeita com o resultado, ampliou-o para 3-1 ao minuto 93, por intermédio de Ramos, aproveitando da melhor forma uma transição rápida, liquidando assim, a equipa Monfortense, que já não dava sinais de recuperação, quer física, quer anímica.

A equipa azul e oiro é neste momento líder da 2º divisão distrital, com 15 pontos, mais dois que a Juventude da Terrugem, equipa que tem menos um jogo. Resultado justíssimo, facto que não aconteceu na 1ª fase do campeonato, muito por inoperância atacante.

Arbitragem algo irregular, quer no capítulo técnico, quer no capítulo disciplinar.

Sem comentários:

Enviar um comentário