segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Análise do jogo Elvas vs Portalegrense





Jogo equilibrado, mas mal jogado, com muito jogo aéreo, com muita luta e pouco futebol. O Elvas na primeira parte, perdeu sempre o meio campo, errou muitos passes, o que proporcionou ao adversário fazer transições rápidas e algumas com perigo, mais por culpa própria do que por mérito do Portalegrense. O clube azul e oiro teve várias oportunidades, em que uma delas a bola embateu no poste da baliza de Diogo Olival, mas a inoperância atacante revelou-se mais uma vez que a inexperiência faz cometer estes erros. 

Na segunda parte, a equipa de Pedro Simão, geriu o resultado que lhe interessava para ficar na fase de promoção, entretanto, o Elvas já estava condenado a ficar na fase de play-off de despromoção, uma vez que a sua classificação não lhe permitia chegar ao 5º lugar. A diferença entre as duas equipas é que o Portalegrense, tem em cada setor da equipa um jogador com experiência, o que lhe permitia comandar os tempos de jogo, principalmente, com Pedro Ramos, Nuno Coelho e Gonçalo Pires. 

Mesmo assim, O Elvas com uma equipa muito jovem, com exceção de Ramos, deu grande luta para vencer o jogo e quase o conseguia. Isto só prova que, não é suficiente ter um bom conjunto de jovens, com exceção dos guarda-redes, que demonstraram menos capacidades sempre ao longo de todo o campeonato.

 Agora na segunda fase resta fazer o melhor possível, sabendo á partida que o plantel está à algum tempo enfraquecido, sem Ricardo Fernandes, que pouco jogou devido à sua situação profissional e também no caso do Bruno Vidigal. Quanto ao Tiago Vidigal, desconhecemos a sua ausência na titularidade da equipa, uma vez que era um elemento importante no ataque elvense.


Sem comentários:

Enviar um comentário