domingo, 22 de janeiro de 2017

Análise do jogo "O Elvas" vs Gavionense




      O Elvas esta tarde venceu categoricamente a equipa de Gavião por três bolas a zero e ficando mais alguns golos por marcar, mas nos primeiros dez minutos foi a equipa de João Gravelho, que iniciou o jogo mais forte e com duas flagrantes oportunidades, que no caso de terem sido concretizadas, seria complicado para a equipa elvense, fazer a reviravolta no marcador. 

Felizmente para O Elvas, isso não veio a suceder e a equipa da casa começou a tomar conta do jogo, até que no minuto 15 na transformação de uma grande penalidade bem assinalada, o marcador de serviço João Carlos concretizou obtendo o primeiro golo do jogo. Ao longo desta primeira parte, a equipa raiana, foi tendo quase sempre a posse de bola, conseguida através de uma pressão forte no meio campo adversário, ganhando em antecipação e partindo para transições rápidas causando perigo para a baliza defendida pelo experiente Bruno Costa.

Na segunda parte foi-se incrementando as situações de ataque organizado, sempre comandado pelo jovem Perdigão na organização do jogo e na recuperação de bola pelo também jovem Pedro Pombo. Na sequência ofensiva elvense surgiu aos 66 minutos o segundo golo por intermédio de Miguel Afonso e daí surge a expulsão de Bruno Costa, por injúrias ao árbitro. Entretanto, o Elvas passa a jogar com superioridade numérica e cria mais ocasiões para aumentar o score e fê-lo aos 79 minutos, Tiago Vidigal com um excelente remate indefensável, colocando o marcador em 3-0.


       Com tudo, não foi um bom jogo de futebol, com muitos erros das três equipas; passes errados, erros defensivos, oportunidades desperdiçadas e más decisões arbitrais. Até os associados estiveram pouco interessados no jogo, não motivando a equipa e a escassa moldura humana assistindo ao jogo, talvez também pelo frio que se fazia sentir no campo Patalino, não contribui-o para o espetáculo e no fundo o mais importante foi os 3 pontos obtidos pela equipa de João Carlos Lopes, que está agora em igualdade pontual com o sexto classificado, o Monfortense, que será o nosso próximo adversário.  

Sem comentários:

Enviar um comentário