domingo, 13 de novembro de 2016

Análise do jogo "O Elvas" vs Monfortense






Jogo realizado com grande intensidade, mas com resultado imerecido. A primeira parte o jogo foi equilibrado, apesar da experiência de alguns jogadores do Monfortense como Pitufa, Canoa, Filipe Branco, Pêpê e Hugo Marrucho. No final dos primeiros quarenta e cinco minutos o resultado era de um igual, com alguma justiça. O golo do Elvas foi apontado superiormente por João Carlos, num remate forte e rasteiro a cerca de 25 metros do guarda-redes monfortense.

Na segunda parte, o Elvas efetuou 35 minutos de grande pressão sobre a equipa de Dinis Santana, obtendo uma mão cheia de claras ocasiões de golo, mas a inexperiência e a inoperância atacante e também meia dúzia de boas defesas do guardião forasteiro, que curiosamente é elvense, Guilherme Branco, não foi possível dar a reviravolta no marcador e como quem não marca sofre, nos derradeiros minutos do jogo, na sequência de transições rápidas o Monfortense obtém dois golos, fazendo o 1-3 contra a corrente do jogo e acaba definitivamente com as esperanças da jovem equipa elvense, hoje ainda mais jovem com a ausência de Bruno Vidigal.

O futebol é mesmo assim, mas certamente que uma equipa mais experiente não teria perdido este encontro. No geral a equipa esteve bem, com exceção da fraca capacidade de finalização e alguma falta de sorte. O conjunto tem vindo a melhorar, faltando afinar o remate à baliza e nota-se que tem melhor condição física que alguns adversários. Também se deve realçar a facilidade que a equipa tem em recuperar a bola, no entanto, nem sempre lhe dá a melhor sequência, errando muitos passes no meio campo e demonstra ainda incapacidade para circular a bola, faltando-lhe um organizador de jogo, que faça a sua distribuição para a zona de finalização. Também quero recordar que a média de idades do setor defensivo é de 18 anos, isto só demonstra que existe uma grande margem de progressão e com este desempenho quase ao nível do muito bom, e atendendo que é o primeiro ano num campeonato sénior.


Quanto ao adversário é melhor a sua posição na tabela classificativa, do que propriamente a sua prestação em campo.

Sem comentários:

Enviar um comentário