segunda-feira, 3 de março de 2014

Análise do Jogo "O Elvas" vs SC Praiense




Terceira jornada da fase de manutenção, o Elvas defrontou neste domingo de Carnaval a equipa açoriana do SC Praiense que é um dos adversários diretos na luta para a despromoção e mais uma vez os adeptos elvenses se dissociaram da equipa não comparecendo ao estádio num jogo de capital importância, quando seria imprescindível a sua presença para apoiar a equipa no caminho das vitórias e da manutenção e registando-se mais uma vez uma assistência bastante fraca.

Relativamente ao jogo, na primeira parte o Elvas teve momentos de domínio em que parecia que resolveria facilmente o jogo, mas também teve outros momentos de intranquilidade em que permitiu ao adversário algumas ocasiões, mas se não fosse a solidez defensiva e as grandes intervenções do jovem Rafael, poderíamos ter tido alguns dissabores, mais por culpa própria do que por mérito do Praiense. Tivemos ainda uma grande ocasião de Lourinho, ainda nesta primeira parte, que não conseguiu concretizar. Mas tínhamos posse de bola e fazíamos pressing alto, embora a equipa da Praia da Vitória também exercesse uma forte pressão sobre o meio campo alentejano, criando dificuldades na nossa zona de construção, obstruindo assim a nossa zona de finalização.


Na segunda parte começa com algum equilíbrio, onde as defesas se sobrepunham aos ataques e o marcador continuava sem ser desbloqueado, até que começam a surgir algumas oportunidades por parte do Elvas, em transições rápidas, pois a partir dos 60 minutos pareceu-me que o Elvas se encontrava em melhores condições físicas e a equipa de Francisco Faria limitava-se a gerir o resultado que lhe era favorável, mas no minuto 69 numa jogada magnífica de Lourinho dentro da área, dribla dois adversários e obtém o primeiro golo de belo efeito. O jogo continua partido em transições rápidas mas mais perigosas por parte do Elvas e no minuto 84 novamente o irrequieto Lourinho, já na pequena área aproveita um ressalto de bola para fazer o definitivo 2-0. Ainda surgiu uma outra ocasião que poderia ter dado o terceiro golo, mas não foi concretizado. Nos últimos minutos o Praiense já não tinha forças para tentar a recuperação e o Elvas ia gerindo o tempo e o resultado.


Como é evidente uma equipa que ganha ou que não perde, vai adquirindo níveis de confiança e isso já se verifica nesta equipa de Jorge Vicente, embora tenha ainda um longo caminho a percorrer, porque existem muitos aspetos que a equipa está atrasada em relação a outras equipas, como as rotinas de jogo e o seu conjunto que se adquirem com o tempo, no entanto já melhorou muito a condição física, a posse de bola, o pressing, a circulação de bola e até já vai ganhando o jogo aéreo tanto na defesa como no ataque o que é muito importante. Na minha opinião, ainda necessita de melhorar a finalização, as jogadas de estratégia, os passes de rutura e a circular a bola mais rápida para não perder tão rapidamente a posse de bola.


Na próxima jornada teremos um adversário muito complicado, o Casa Pia, no seu estádio será uma tarefa bastante difícil, mas não é impossível e com uma estratégia bem montada poderemos trazer de Lisboa um resultado positivo. O Elvas está atualmente em lugar de Play-off, mas o objetivo principal é fugir a esses três últimos lugares e só lhe faltam 2 pontos, lugar que é neste momento ocupado pelo Sporting Ideal.

11 comentários:

  1. A equipa está realmente a começar a responder e está na luta. Teremos que debater o que faz falta agora para cativar os adeptos a voltarem ao estádio.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Existe vários aspectos a serem repensados pela direcção! Os problemas principais estão aqui:

      https://www.facebook.com/photo.php?fbid=590695847684141&set=a.116957905057940.30131.116950458392018&type=1&theater

      Essa imagem que quem quiser ver pertence a um jogo da segunda Liga Cabo Visão do jogo Santa Cara vs Portimonense em que os sócios pagam 2 euros e os não sócios pagam 5 (ou seja + 1 euro que os sócios do Elvas).

      Agora retirado do facebook do Olhanense equipa da Liga Zon Sagres:

      Olhanense vs. Gil Vicente
      Jornada 20 da Liga ZonSagres

      Este Domingo às 16h00 no José Arcanjo.
      Vais marcar presença?

      Bilhetes:
      Sócios com cadeira - 2,50 €
      Sócios sem cadeira - 5,00 €
      Bancada Poente / Lateral Norte - 12,50 €
      Bancada Poente / Lateral Sul - 15,00 €
      Bancada Poente / Central - 17,50 €

      ver em: https://www.facebook.com/Oficial.SportingClubeOlhanense

      Como podem ver os Sócios do Olhanense que foram ver o com o Gil Vicente no passado dia 23 de Fevereiro pagaram entre 2,50 e 5,00 num jogo da Primeira Liga!

      Em Elvas pede-se 4 euros para assistir a um jogo de CNS agora 2ªB! Aqui está uns motivos que podem explicar as pessoas não aparecerem nos jogos. Sendo o Presidente um homem de Contabilidade ele está a gerir mal este aspecto. É preferível colocar os bilhetes a 2 euros e ter 300 pessoas no estádio do que ter os bilhetes a 4 euros e não ter nem 100 pessoas no estádio. Acaba-se por ter menos pessoas a apoiar a equipa e menos lucro.

      Eliminar
    2. Eu acho que não é por causa dos 4 euros pois até dão mais para ir a lisboa ver os SLB e SCP e pagam muito mais na casa do benfica e no núcleo do Sporting

      Eliminar
    3. Ai é é. Isso dos que vão ver Benfica e Sporting são os fanáticos que para eles esses clubes é que são mais que uma religião. Quanto ao núcleo e Casa do Benfica isso não tem nada a ver! Ser sócio da Casa do Benfica pode custar 1,50 e do Sporting também deve andar perto disso. Existem jogos do Benfica e Sporting em que os sócios podem assistir a vários jogos da Liga por 10 euros e alguns até 5 euros isto diz tudo. Preços caros a equipa até agora não rendia é uma receita para as pessoas se afastarem da bola. Já disse em cima não é preciso ser um expert e fazer aquele raciocínio os preços actuais que o clube pratica para o estado actual do pais é um absurdo. Aliás é tão absurdo que nas 2ª partes o número de pessoas no estádio incremente ligeiramente devido ás pessoas preferirem perder a 1ª parte e ver a 2ª de graça.

      Eliminar
  2. a equipa nem parece a mesma antes ao intervalo dos jogos ja estava toda rota e jogava sempre com os outros a dominarem e a defesa era um grande buraco e por isso é que perdiamos sempre

    ResponderEliminar
  3. Desde o tempo do Franklin Casal e do Eurico que se perdeu muitos sócios. O Elvas conseguia encher todas as bancadas cobertas mesmo na 3ª divisão mas esses dois senhores encarregaram-se de destruir o clube e agora ´vai ser muito difícil arranjar novos sócios e além disso a direção deveria chamar os jovens da formação para assistirem aos jogos e apoiarem a sua equipa e os seus colegas mais velhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Perdeu-se sócios porque as direcções trataram os sócios como lixo. Esta direcção está a acabar o mandato e nada fez para reaproximar os sócios do clube. Antigamente tinha-mos na sede televisão para ver os jogos do SLB, SCP, FCP entre outros isso acabou, o bar com tudo o respeito por quem o gere parece uma taberna. Sala de sócios desactualizada, alguns sítios da sede o chão parece que está a abater aquela sala onde por alguns anos estiveram máquinas de jogos de computador, matraquilhos e bilhar tem uma enorme tv pendurada e cabos a sair do tecto completamente destruída a dar mau aspecto. A parte do restaurante completamente fechada a ganhar pó assim não existe maneira de rentabilizar o "património" que o clube tem. Vejam os Elvenses, mesmo antes do arranjo da sede por parte da CME a sua sede sempre teve movimento. Uma pessoa como o senhor Santos que anda nas contabilidades e deve ter uma noção de gestão poderia ter arranjado soluções nestes 2 anos para melhorar a sede do clube. Um clube tem de ter boa apresentação social para atrair sócios.

      Eliminar
  4. Tem a direcção 2 semanas para rectificar esta situação e tentar levar mais pessoas ao estádio. Faça-se uma campanha através de preços mais atractivos mas divulgem-na.

    ResponderEliminar
  5. Corrigir a situação não se faz em duas semanas, isso é mais do mesmo, decisões em cima do joelho mal planificadas e de execução impossível.
    Existe neste blog, um post onde se discutiu o problema do afastamento das pessoas de Elvas, para com o Clube, e isso não se deve unicamente aos resultados ou escalão onde o Clube esteja a disputar a época desportiva.
    Este problema vem de longe, e tem vários rostos, as pessoas geriram mal O Elvas, não se modernizaram, continuam agarrados ao passado, que tanto de orgulho me encheu, mas a realidade é outra, já não há os benévolos que aqui enterraram uns milhares largos de contos, a troco de nada, apenas ver O Elvas entre os grandes …
    Como querem que as pessoas se aproximem do Clube, se nem a sede se consegue gerir e potencializar? E por respeito nem vou entrar em pormenores sobre o bar na sede, e no estádio.
    E para finalizar, mais uma vez o vou referir, o futuro do Clube passa pelo Estádio. O dia que a vida diária do Clube passe pelo estádio com umas condições idênticas às da Casa do Benfica, então aí terá novamente as pessoas perto do Clube.
    As pessoas são de tendências e rotinas.
    “Nem televisão existe na sede para se ver futebol” está tudo dito !!!
    P.S. O Elvas necessita de dirigentes de fato-de–macaco, sem medos nem pudores de trabalhar em prol do clube, daqueles que não tem vergonha de estar junto a um grelhador a grelhar umas bifanas nos dias dos jogos, a fim obter receitas para o Clube.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não percebo porque é que querem a sede ao pé do estádio? Primeiro não é viável pois o estádio é da CME e esta gere aquilo de uma maneira que não passa pela cabeça a ninguém. Só para terem noção hoje como é feriado o estádio está fechado se alguém quiser treinar está tramado porque a CME não gosta que o clube usufrui-e do espaço sem estar presente um funcionário da mesma. No Verão lembro-me de ir ver um treino em que estava já escuro e o funcionário recusava-se em acender as luzes do estádio e se um dia fosse preciso fazer um treino mais longo não poderia ser feito pois o tal funcionário quando eram as horinhas certas da saída desligava a luz e começava a fechar o estádio... Isto tudo para dizer que pelo menos a sede actual como já foi aqui explicado está cedida ao Elvas e este ainda pode usá-la como bem entender por isso acho que se temos um bom espaço temos é de o arranjar. Mas é a minha opinião!

      Eliminar
  6. Vamos deixar o problema da sede e das estruturas que o clube tem para o final de Maio e concentrarmos-nos na recuperação desportiva do clube e depois então resolver essas situações que são realmente importantes para que o Elvas continue a ser um clube grande no Alentejo, resolvendo as questões financeiras, desportivas e sociais para aumentar o número de associados e ganhar estabilidade para ser um clube nacional e não só regional.

    ResponderEliminar