segunda-feira, 18 de março de 2013

Treinador de Bancada

O Elvas apresentou-se para este jogo no sistema tático de 4-4-2 reforçando o meio campo, de acordo com as características do adversário. Nos primeiros 15 minutos o jogo foi equilibrado, mas sempre em jogo aéreo e direto. Apesar disso, Lourinho desperdiçou uma oportunidade flagrante, quase nas barbas do Bruno Costa.  O Gafetense ganhava sempre as segundas bolas e também o jogo aéreo. No minuto 20 Rosinha lesiona-se e o Elvas é obrigado a gastar uma substituição muito cedo. No minuto 22 outra ocasião, desta vez por Canoa, com uma grande intervenção do Bruno Costa. A meio da primeira parte Luís Carapinha não conseguia pegar no jogo, mas quem o fez foi Cristiano que era o motor da equipa gafetense e que canalizava as suas transições rápidas sempre para o ponta de lança Alemão e por vezes para o veloz extremo Alex, até que surgiu uma grande oportunidade, numa transição rápida para Alex desperdiçar, numa perda de bola no meio campo elvense e alguma desconcentração defensiva, fez criar algum perigo, por parte dos atacantes de Gáfete. A partir dos 35 minutos, o Elvas impôs a sua filosofia de jogo e o Gafetense limitava-se ao contra-ataque, aproveitando sempre a velocidade de Alex e do jovem brasileiro Rhayan. Entretanto, cada vez que surgia uma jogada de estratégia a favor do Gafetense o experiente Nuno Coelho, que já jogou na 2ª liga pelo Sporting de Espinho, fazia sempre algum perigo, pela excelente execução de cantos e livres, sendo, no entanto, o jogo aéreo um problema para o Elvas. Ainda na primeira parte Lourinho volta a falhar um golo, continuando muito perdulário. Na segunda parte, o técnico elvense modifica o sistema de jogo e passa para um 4-3-3 com Manuel do Carmo substituindo Roberto. No minuto 55 o Elvas abre o ativo, com um autogolo de Kolata, a partir daí, o Gafetense lança-se ao ataque e o Elvas baixa as suas linhas e passa a fazer transições rápidas, orientadas por Luís Carapinha. Nesta fase, o árbitro, marca excessivas faltas contra o Elvas e mostra também alguns cartões amarelos, o que provocou maior perigosidade adversária, principalmente nas jogadas de estratégia, entretanto surge mais uma grande oportunidade para Lourinho que não aproveita, já com o guarda-redes batido. Mais tarde, João Carapinha aproveita o seu bom jogo aéreo para marcar, mas o senhor Carlos Alexandre anulou o golo. No minuto 81 numa desatenção defensiva Leitão falha o empate, até que surge o segundo golo do Elvas, numa boa jogada de Luís Carapinha, assistindo Lourinho que desta vez transformou e fez o segundo golo elvense. Já na fase de compensação no minuto 93 David Pereira, reduziu para 1-2 desta vez num erro de João Cordeiro, cometendo uma grande penalidade desnecessária.

Mais uma vez, se deve referir que se notou muito a falta de Mañas na zona de finalização, jogador que necessita de menos oportunidades para concretizar. O meio campo teve alguma dificuldade na circulação de bola, graças à capacidade do adversário e às condições do campo pelado e de reduzidas dimensões, pouco favoráveis ao estilo de jogo do Elvas. Por vezes, apresentou alguma displicência defensiva, mas no geral, a equipa defendeu bem em bloco e partiu para o processo ofensivo criando sempre algum perigo e conseguindo assim, um triunfo importantíssimo, perante um adversário de grande qualidade.

10 comentários:

  1. Discurso da frustação e da mania da perseguição, como se não houvesse mais ning a ver esses mesmos jogos. Golo limpo do Elvas no jogo com o Crato? Ning viu esse golo limpo, o jogo está gravado por isso essa nao cola. Bruno Vidigal expulso e bem expulso, caso haja duvidas o jogo tb está gravado, qt ao Gavião-Crato que pena o jogo não estar gravado pois o arbitro assinalou um penalty que so ele viu a favor do Gavião, mas como a justiça veio ao de cima o jogador do Gavião falhou. Dou uma dica, que seja o Elvas a escolher o arbitro para o jogo no Crato... em caso de derrota ficam sem argumentos, ou melhor, sem os argumentos habituais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Elvas escolhe o árbitro Pedro Proença para jogar no Crato e depois logo veremos quem é a melhor equipa do campeonato, sem ajudas exteriores.

      Eliminar
    2. O F.C. Crato vem responder ao blogue do Elvas!
      O que só serve para comparar a pequenez de uns e a grandeza de outros.
      O conselho é muito simples: já que está tudo gravado, vejam a entrada assassina que o Gonçalo Pires ("Tigre") fez no jogo de Elvas.
      Cartão vermelho em todo o lado.
      Menos com João Roque, árbitro oficial do Crato, o clube protegido pela AF de Portalegre.
      Ou só o Elvas é que tem direito a seis jogadores expulsos?
      Quantos no Crato, quantos?...

      Eliminar
  2. Frustrada é a tua tia solteirona, oh caramelo cratense!
    Frustrados são vocês que nunca passaram da III Divisão e, mesmo quando lá vão, é ida-e-volta.
    Isto aqui é uma cidade há 500 anos.
    Isto aqui é Património Mundial.
    Não precisamos de "priores" para ter lugar na História.

    ResponderEliminar
  3. Li num outro blog, que o treinador do elvas iria regressar ao reguengos. Isto tem algum fundo de verdade?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não acredito nisso, até porque no Alentejo e Desporto fala-se em João Prates antigo treinador do União de Montemor. Acredito que Jorge Vicente esteja de corpo e alma no Elvas e que continue por cá e nos leve rumo ao título.

      Eliminar
    2. jorge viccente é pra manter a todo o custo, e durante muito tempo

      Eliminar
    3. Jorge Vicente terá que ser a aposta para todo o futebol, com uma equipa por ele escollhida de tecnicos e olheiros.
      É sem dúvida o homem certo para um projecto sério no futuro do nosso clube. Para consolidarmos a presença condigna nos escalões nacionais. Desta forma e com um bom planeamento faremos de O ELVAS CAD, o amior clube do Alentejo.

      Eliminar
  4. Alentejo e Desporto garante João Prates no Atlético de Reguengos.

    ResponderEliminar
  5. Estou de acordo o Jorge Vicente devería coordenar todo o futebol do Elvas e não é com enfermeiros, sargentos e curiosos que este clube vai para a frente.

    ResponderEliminar